Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2006

Voltando ao passado mais uma da minha expo(repedito) mas q volta a falar sobre algumas coisas q estive pensando

Salve me.

(Um dos últimos desenhos.).
Amor, paixão... Que besteira.
Falam tanto disso. Essas duas palavras
Já não fazem mais sentidos,
Pelo menos, não o que eu busco.
Porque já foram muito corrompidas.
A Libélula e o Cisne, minhas duas razões de viver,
Que no entanto só me deram dor e morte.
A libélula,
O Começo do Amor Mais Interno que Libertou minha Alma,
E que há muito já perfurou meu coração
Deu-me um presente, junto com a ferida que ela me fez,
Ela me deu a cura: os desenhos.
A ferida cicatrizou, mas eu achei que precisava de mais.
E pra minha tristeza, eu perdi o meu remédio.
Parei de desenhar.
Mas o Cisne me trouxe muitas caixas dessa “droga”,
E meu remédio voltou a me dominar.
O Cisne,
A Sabedoria Amadurecida em Mil vezes do Amor,
No Topo da minha Alma,
Fez algo mais que a Libélula.
Alem de perfurar meu coração, ele também rasgou minha alma,
E dela, começaram a sair pensamentos,
Que se transformaram em letras, e depois em palavras...
E por ultimo em versos de solidão.
O Cisne me deu este presente, pois …

o amanhã talvez...

estou do seu lado...


A sua dor é a minha dor
A sua lagrima é minha lagrima
Não te ter é uma triste verdade
Não estar ao seu lado é um pesadelo

Sempre que quero limpar suas lagrimas
Não me é possível.
Te ofereço a felicidade,
Mas você se nega a ser feliz...
Eu quero e preciso de você
E você precisa de mim.
Pois comigo seu choro vai ser de alegria
Sua melancolia vai perder o sentido
Pois você vai ter achado o que procurava sem saber.

mas cade as soluções??

Bom sem poemas... mas to aqui de novo...
Escrever...
Uma forma simples de desabafo...
Pretendo aqui liberar e organizar minhas idéias
Sobre Mim, e o que eu penso ultimamente...

Estou cansado...
Sinto que falta alguma coisa a minha volta... não sei o q todavia.
É ter tudo e não ter nada.
Ver e não ver....
Sentir e não sentir....
Estou começando a desconfiar seriamente dos meus sentidos...
Muitas vezes... abraço alguém... beijo ou converso é nesses momentos que tudo parece totalmente vazio e in-real. Meus sentidos se mostram fracos... é como viver em um sonho...
Estou triste....
Tenho tantos amigos hoje, quanto jamais tive... saudades dos meus melhores amigos que agora estão longe... a aceitação te amigos novos... e carinho que recebo... são as únicas coisas que me sustentam... talvez...
Fora isso... fico perdido em meio a esse mundo... desiludido com alguns atos, feliz com outros... as vezes quero apenas ficar sozinho e me isolar... por sorte meus colegas e amigos não me deixam fazer isso... é bo…