Enfim.. a inspiração desperto meu dom, e venho aqui então clamar pela minha dor.


Sofrimento pedido


 


Encostei-me a ti sabendo que era vento


Sabendo que era tempo


Que passa e não volta mais


 


Abracei-te como ao um sonho


E por saber que era sonho


Deixei o sonho me levar


 


Por isso...


Sabendo que era folha


Que planava ao vento


Sabendo que o desejo


Em forma de acalanto


Não pude nem chorar


Não pude ao menos clamar


Quando a brisa soprou


Quando o tempo passou


Quando o sonho acabou


Quando o tempo à folha secou.

Comentários

  1. ola!! caramba!! to impressionada! mt lindo o texto!! mt profundo!! amei!! parabens viu... da uma passadinha no meu blog depois... bjos!!

    ResponderExcluir
  2. e ai meu rapaz......lindu o q escreveu....á sempre gosto né...nem tem mta graça eu ficar comentando....mas enfim eu tenho que sempre te lembrar....para o artista nunca se esquecer de seu talento!!!!!bjokas!!!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Discutindo o racismo texto 2 - Desconstruindo Ruth Catala

Critica Filme " Mundo deserto de Almas Negras" O racismo como sempre vemos e da pior forma.