mais um de novo nome da tristeza



Nome da Tristeza


 


Ó miserável destino


Que me trouxe ate aqui


Não há céu


Não há terra


Não há sol a me cobrir


 


Na solidão do meu ser


Na angustia do meu mundo


E você bem devagar


Segue seu caminho


Sem ao menos se importar


 


Que a tinta caia sobre


Esse papel branco da minha vida


Onde o amor já quis pisar


Apenas manchas deixou


Nenhuma cor trouxe


Pra o meu mundo pintar


 


Não desenhou momentos felizes


Nem ao menos pintou o mar


De tristezas que hoje veio me afogar


 


Afronta-te o medo


Pare de chorar


Encontre em um só lampejo


O farol que te levará


 


Para a terra


Para a casa


Para o lar


Para a felicidade


Você mesmo venha pintar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Discutindo o racismo texto 2 - Desconstruindo Ruth Catala

Discutindo o racismo Texto 1: Piadas racistas

Critica Filme " Mundo deserto de Almas Negras" O racismo como sempre vemos e da pior forma.