Sobre o Amor


Pensamentos...

O amor...  ou simplesmente alguém.

 

 

Passamos a vida procurando o amor ou simplesmente alguém para compartilharmos algo de mais íntimos que temos... algo que necessitamos dar, e receber... o carinho.

Tudo na nossa vida gira por esse desejo, o amor por alguma coisa...

Podemos ser as pessoas mais completas do mundo, ter o amor de amigos, família, amor próprio, mas se nos falta o amor por alguém nos sentimos incompletas, não saber que somos especiais a alguém, isso nos deixa tristes, incompletos.

Se sentir importante a alguém, saber que aquela pessoa esta com você não simplesmente pelo seu corpo ou posses, saber que ela esta com você pois te acha especial de alguma maneira... alguma coisa em você dá a vontade dessa pessoa estar a seu lado, e você ao lado dela.

É isso que todos buscamos, é fácil perceber isso quando vemos uma pessoa que não tem ninguém, perdeu tudo, e a vida lhe traz a felicidade nos braços de alguém para lhe completar, e assim esse amor passa a ser a única e soberana felicidade dessa pessoa, mesmo com todos os seus problemas, a lembrança presente do seu amor a conforta de uma maneira tal, que consegue sorrir entre o desespero.

Verdade também é que, só sentimos falta do amor que não temos, e sendo assim esse passa a ser o amor mais desejado... explico:  se temos o amor de amigos e família, e nos falta o amor de uma pessoa que nos ache especial, estaremos sempre buscando essa pessoa que falta, estaremos sempre tristes em meio a felicidade(ou quase felicidade) da nossa vida, mas se temos o amor de alguém, mas nos falta o da família e amigos, também nos sentiremos incompletos.

Somente se, essa amor que em nós é dedicado por esse alguém, seja também o amor familiar, e o amor amigo, e é raro ter os três tipos de amor em uma só pessoa...

Mais sozinhos... somos tristes, sem motivação, o ser humano precisa de mais alguém, não sabe viver sozinho.

 

As rosas

 

Sim, as rosas nascem.

Elas crescem em campos descrentes

Vemos elas, surgirem carentes,

As rosas são o paradoxo total.

 

Elas levam o amor e a dor,

A alegria e o temor,

A solidão ou a união

São sorrisos na conquista

E choro na despedida.

 

Para aquele que a planta

Se vingada, simboliza a vitória,

Para aquele que a colhe,

Tem sabor de dádiva,

Para quem a vende,

Sabor de recompensa,

Para quem a compra,

Sabor de cartada,

E pra quem recebe

Adoça o ego.

 

Mas o pior é saber

Que o prazer de quem a mata

É tão saboroso quanto todos os outros

É um poder sobre a natureza,

É a perseverança da tristeza,

O calejar de cores e vida.

É sem dó, causar a despedida.

 

Sim, as rosas nascem.

Em terrenos escuros,

Em corações inseguros,

Em tempos distantes.

Em jardins e campos,

Sim, elas morrem...

Contra ou a favor de tudo que representam

Morrem sempre sós,

Clamando para que as alimentem.

Mutiladas, maltratadas, sem sementes. 

 

 

 

 

 

  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Discutindo o racismo texto 2 - Desconstruindo Ruth Catala

Critica Filme " Mundo deserto de Almas Negras" O racismo como sempre vemos e da pior forma.