Sobre a vida 2


As Arvores dos Cemitérios.

 

 

Cresço em chão de terra firme.

Fertilizada pela natureza da vida.

Vivemos em meio à morte.

Figurantes.

Paisagem da passagem da morte.

Enfeitamos, com cores vivas,

O cinza dos que se vão,

A terra que me sustenta a vida.

Deixa em putrefação os mortos.

Contrastando o nascer, florescer,

Com o morrer, e apodrecer.

Trazem para enfeitar túmulos,

Rosas e flores coloridas,

Cores felizes para um momento de tristeza

Daqui de cima, as vejo também apodrecerem.

Morrem tristes e sozinhas, pois embelezam o fim.

Eu também vejo minhas filhas

Folhas,

Sendo levadas dos meus braços

Direto ao chão onde como que tocadas pelo fim,

Também morrem.

Não vejo a felicidade a minha volta.

Não me sinto feliz em permanecer onde tudo é passageiro.

Tudo aqui chega e se vai... Mais eu... Sou paisagem da passagem.

Minha beleza não é apreciada,

Velo o sono eterno de quem nunca chegou a me ver.

Descontentemente permaneço aqui.

Até que tudo em mim morra.

Mais meu corpo vai permanecer,

Como a lembrança eterna da morte em cima dos vivos.

Assustando a todos com meus galhos secos.

Até que um dia talvez, Me arrancarão da terra,

Que me deu a vida, e permaneceu comigo,

Até depois da minha morte.

O meu destino é ser sempre uma lembrança triste.

Ser elemento figurativo da perda eterna.

 

Suposição

 

Se fosse permitido a uma Arvoro o “poder” de pensar, o que ela faria?

Esta arvore primeiramente se descobriria,

Sua vida seria confusa, mas passaria tudo que aprendeu pra suas sementes

Até o fim...

Suas sementes saberiam depois do fim do progenitor o que um dia a elas aconteceria.

Medo então do fim surgiria...

E duvidas...

Para não se sentirem totalmente perdidas... essas sementes criariam explicações,

Apenas para não enlouquecerem...

Então se chamariam de especiais... e então se achariam as escolhidas por algo maior

Para guiar este mundo grande e estranho em que vivem...

Sabem sempre que seu fim esta por vir a cada momento...

Talvez um dia, porém... uma se questionaria se essa vida teria algo mais, ou se era apenas aquilo, nascer, crescer, dar frutos (infinitamente), até chegar sua morte?

Esta arvore que vai chegar à conclusão que, só pensamos que somos especiais simples e unicamente por que pensamos!

Somos nós humanos como essas arvores de uma realidade fictícia.

A vida não tem um sentido maior... Pois todos os sentido que podemos colocar nela.... Foram criados pelo pensamento humano, e apenas ao mundo humano pertence. O único desejo humano independente do nosso pensamento é o desejo, e este é o sentido único da vida... Assim como tudo no planeta, nós devemos nascer, crescer, procriar e morrer, nosso motivo é a perpetuação de nós mesmos até que um dia isso não seja mais possível.

Esqueça seus sonhos materiais e que foram criados pelo homem, pois eles são falsos, são apenas mentiras elaboradas para nos dar um sentido que não existe.

Abra os olhos e veja o que realmente você quer!!

Você quer apenas alguém do seu lado, pra ser seu. Perceba

Você pode ter tudo do mundo humano, todos os seus sonhos podem ser concretos, mas a felicidade só se torna completa quando compartilhamos nossos sonhos e realizações com outra pessoa.

 

Você como eu, pode achar isso tão fútil! Amar, fazer filhos, qualquer um pode fazer isso, se você se acha maior que isso, acha que esse não é o sentido real da vida, você vai tentar ser diferente de todo mundo... você vai querer deixar para todos o que é a Vida pra você.

Muitos vão conseguir, outros vão ficar apenas na vontade.

Alguns vão ficar tão obcecados por isso, que vão esquecer ou não vão conseguir cumprir a verdadeira felicidade de amar e de ser amado... do amor mais nobre ao amor mais mentiroso sujo e falso, isso é o que todos buscam.

 

Eu não sei me encaixar nessa realidade... Viverei então a par dela... Tentando então mostra o que eu acho da vida, mesmo que seja inútil deixar meus pensamentos e partes de mim para uma raça que eu odeio: O Ser Humano.

 

 

 

 

  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Discutindo o racismo texto 2 - Desconstruindo Ruth Catala

Discutindo o racismo Texto 1: Piadas racistas

Critica Filme " Mundo deserto de Almas Negras" O racismo como sempre vemos e da pior forma.